quarta-feira, 6 de julho de 2022

Weverton Anuncia Licença do Senado e Diz estar Pronto Para a Guerra

O Senador Weverton (PDT) anunciou, durante pronunciamento nesta quarta-feira (6), a sua licença de 120 dias do Senado. Durante o discurso, num tom bastante forte e emocionando, o senador pedetista, pré-candidato ao Governo do Maranhão, fez um balanço das suas ações parlamentares e falou do grande desafio que será a caminhada ao governo do Maranhão. Weverton falou com emoção sobre a fome que assola o Estado. “Minha luta não pelo poder. Minha luta é pelo povo. É para acabar com a fome e com a miséria que assombra e castiga a nossa população. Dói saber que hoje milhões de pessoas vão dormir com a barriga vazia e sem perspectivas para o futuro. Este é um problema que faremos um enfretamento, eleito governador, de forma séria e responsável”, disse Weverton. Weverton agradeceu aos políticosque estão juntos com ele nacaminhada rumo ao governo do doMaranhão. Falou da união do grupoem torno de um bem maior, que é apopulação e o desenvolvimento doEstado. “Sei que travaremos uma guerra muito grande. Mas não temos medo.Minha vida sempre foi de muita luta. Nunca tive caminho fácil. Sempre caminhamos e lutamos ao lado do povo. O nosso pacto é com o povo ejunto com ele, e pautado na verdadee na união, seremos vitoriosos. Não estamos nesta luta pela sede de poder que domina muitos que aí estão. Estamos nesta luta para fazer diferente. Para fazer a mudança. As ameaças vindas dos Leões não nos assustam”, disse Weverton. Ao finalizar o seu pronunciamento,Weverton falou sobre a decisão daJustiça proferida ontem queencerrou o caso do Ginásio CostaRodrigues. “Há 10 anos, o Jornal Nacional me colocou quase na condição de bandido, em relação a um processo envolvendo Ginásio Costa Rodrigues. Processo esse fruto de perseguição política do tempo que fui secretário de Estado do governador, injustamente cassado, Jackson Lago. Ontem, o mesmo Jornal Nacional e o mesmo apresentador anunciaram o fim desta questão. Foram 10 anos que esperei com a certeza de que a verdade, como aconteceu, prevaleceria. Agora, saio em busca da construção de um Maranhão verdadeiramente feliz”, finalizou Weverton. Após a sua fala o Senador Weverton foi cumprimentado pelo Presente do Senado Rodrigo Pacheco, e pelo Senador Davi Alcolumbre, que destacarão a atuação de Weverton no Senado. “O Senador Weverton é um parlamentar com uma atuação ímpar. Sempre comprometido com todas as causas em discussão na Casa e com grande sensibilidade com as dificuldades da população. Estive com ele em Imperatriz, onde vimos os efeitos da enchente no local, e vi o seu compromisso em atender a população. Desejo toda a sorte a este amigo que com tanto brilhantismo vem conduzindo seu mandado no Senado”, disse RodrigoPacheco. “Meu amigo você sempre vem dando reiteradas mostras da sua seriedade e compromisso com a população. Você é um incansável na defesa de pautas que beneficiem os que mais necessitam. Gostaria que você seguisse aqui conosco no Senado, mas sei que o seu propósitoé maior e que o seu Estado precisa dessa sua força e determinação”, disse Davi Alcolumbre. A vaga de Weverton agora passa aser ocupada pelo ex-prefeito deSanta Inês, Robert Bringel

segunda-feira, 30 de maio de 2022

Entenda sobre Quando se pode ou Não Demitir em Tempos de Eleição

O primeiro turno das Eleições 2022 está marcado para o dia 02 de outubro. A partir do próximo dia 02 de julho, quando faltar três meses para o pleito, agentes públicos de todo o país ficarão proibidos de praticar uma série de condutas que poderiam, de acordo com a legislação eleitoral, afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos na disputa. A regra está prevista na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) e visa evitar o uso de cargos e funções públicas em benefício de determinadas candidaturas e partidos. Conforme estabelece o artigo 73 da Lei das Eleições, dentro desse período de três meses não é possível nomear, contratar ou admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional de servidor público estadual. Também fica proibido remover, transferir ou exonerar esses servidores do município, até a posse dos eleitos. Ainda de acordo com a legislação, ficam proibidas as transferências voluntárias de recursos da União aos estados e municípios, e dos estados aos municípios. A exceção, neste caso, cabe somente nos casos de verbas destinadas a cumprir obrigação prévia para execução de obra ou serviço em andamento, com cronograma já fixado, e as utilizadas para atender situações de emergência e de calamidade pública. Publicidade institucional dos atos praticados por agentes públicos também ficam suspensas, bem como programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos ou de entidades da administração indireta, salvo em situação de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral. Essa regra não vale para propaganda de produtos e serviços que tenham concorrência no mercado. Conforme a legislação, os agentes públicos não podem fazer pronunciamento em cadeia de rádio e televisão, fora do horário eleitoral gratuito, salvo se, a critério da Justiça Eleitoral, o pronunciamento tratar de matéria urgente, relevante e que esteja relacionada às funções de governo. Essas duas últimas proibições atingem os agentes públicos das esferas administrativas cujos cargos estejam em disputa na eleição. Exceções no contexto da pandemia A Lei das Eleições já prevê que a publicidade institucional possa ser realizada durante o período vedado, em caso de grave e urgente necessidade pública. Mas a norma exige que haja o reconhecimento pela Justiça Eleitoral dessa situação caso a caso. De acordo com Roberta Gresta, assessora especial da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a novidade é que a Emenda Constitucional 107/2020, que adiou as eleições em 42 dias em 2020 em função da pandemia, autorizou de antemão a realização de gastos relacionados a publicidade institucional direcionada ao enfrentamento da Covid-19. Ou, ainda, aqueles necessários à orientação da população em relação a serviços que possam ter sido afetados pela pandemia como, por exemplo, transporte público, funcionamento de locais públicos, horário de funcionamento e retorno das escolas, dentre outros. “Essa previsão da Emenda Constitucional 107 excepcionalmente dispensa o gestor público municipal de ter que recorrer à Justiça Eleitoral para ver declarada a necessidade da publicidade relacionada à pandemia, uma vez que já há o reconhecimento amplo e consolidado de que estamos enfrentando uma situação de grave calamidade pública”, afirmou. “Contudo, essas ações publicitárias devem ser conduzidas no estrito interesse público. Eventuais desvios poderão ser apurados como abuso de poder e punidos com cassação de registro ou diploma e inelegibilidade para eleições futuras”, adverte Gresta.
A partir do próximo dia 02 de julho também começa a ser contado o prazo de seis meses em que órgãos e entidades da Administração Pública direta e indireta poderão ceder funcionários à Justiça Eleitoral. Esse empréstimo de servidores pode ocorrer em casos específicos e de forma motivada, quando solicitados pelos tribunais eleitorais. A regra está prevista no artigo 94-A da Lei das Eleições.

sexta-feira, 6 de maio de 2022

Prazo Final Pra Entrega do Imposto de Renda

O prazo para entregar o Imposto de Renda de 2022 termina às 23h59 do dia 31 de maio, mas praticamente metade das declarações esperadas pela Receita ainda não foram enviadas. Para o consultor Valdir Amorim, da IOB, o número indica que os brasileiros
mais uma vez deixarão para prestar contas com o Leão na última hora. Lembrando que a não declaração, causa multa e serios problemas ao contribuinte no que se tratando de sérias sanções e discredito na lista nacional financeiro do contribuinte no nosso País.

quinta-feira, 21 de abril de 2022

Veja por Aqui a Sintuação do Seu Título de Eleitor

Apenas com o número do seu CPF, consulte a situação de seu título por aqui 👍 https://www.tse.jus.br/eleitor/titulo-e-local-de-votacao/copy_of_consulta-por-nome 😉 CONFIRA JÁ SEU TÍTULO . NÃO DEIXE PARA ÚLTIMA HORA . *AVISE* AS *PESSOAS* *QUE* *VC* *CONHECE*

sexta-feira, 1 de abril de 2022

A História do 1° de Abril, Dia da Mentira

Histórias, “causos”, balelas, invencionices ou, simplesmente, mentiras. Celebradas no dia de hoje – 1º de abril –, elas foram contadas durante toda a história da humanidade. Em excesso, podem indicar transtornos psicológicos graves, além de trazer sérias consequências para quem conta. Mas hoje, Dia da Mentira, Dia dos Tolos ou Dia dos Bobos, elas são aceitas e até celebradas. A tradição de 1º de abril remonta à instituição do Calendário Gregoriano, que substituiu o Calendário Juliano por determinação do Concílio de Trento (conselho ecumênico da Igreja Católica). O Calendário Gregoriano divide o ano em quatro estações distribuídas ao longo de 12 meses, ou 365 dias, de acordo com o movimento da Terra em relação ao Sol e estabelece o primeiro dia do ano em 1º de janeiro. Com a instituição do novo calendário pelo papa Gregório IX, em 1582, historiadores contam que parte da população francesa se revoltou contra a medida e se recusou a adotar o 1º de janeiro como início do ano. Zombados pelo resto da população, os resistentes às mudanças eram convidados para festas e comemorações inexistentes no 1º de abril. Nascia, assim, a tradição de zombaria e de pregação de peças. Há, também, relatos históricos que relacionam a data ao festival de Hilária – uma festa romana no período anterior ao nascimento de Cristo - que celebrava o equinócio de março em honra à deusa Cibele, a “Mãe dos Deuses", uma divindade que reunia aspectos das deusas gregas Gaia, Reia e Deméter. No Brasil, a tradição foi introduzida em 1828, com o noticiário impresso mineiro “A Mentira”, que trazia em sua primeira edição a morte de Dom Pedro I na capa e foi publicado justamente em 1º de abril. Mentiras históricas Mas não são apenas as pessoas que contam mentiras no 1º de abril. Empresas entenderam o potencial de marketing e a oportunidade de engajamento das “pegadinhas” para aumentar a visibilidade no mercado e passaram, desde o século passado, a participar da celebração. Entre os mais conhecidos exemplos está a emissora pública britânica BBC, que tradicionalmente prega peças no público desde a década de 30. Em uma das memoráveis brincadeiras, a BBC afirmou que o governo do Reino Unido trocaria o mecanismo de ponteiros do Big Ben - o relógio mais famoso do mundo e símbolo nacional - por um mostrador digital. A mentira, veiculada em 1980, ainda prometeu que a primeira pessoa a ligar para a rádio ganharia os antigos ponteiros do grande relógio como lembrança. A ação provocou milhares de ligações e cartas e acabou causando problemas à emissora, que teve que explicar a manobra durante a programação nas semanas seguintes. Nos Estados Unidos, em 1992, a National Public Radio (NPR), também uma emissora pública de comunicação, veiculou entrevista do comediante Rich Little em que ele se passava pelo ex-presidente Richard Nixon. No quadro, chamado “Conversa da Nação”, o personagem afirmava categoricamente que se candidataria novamente à Presidência naquele ano. O problema é que Nixon, figura política controversa, havia renunciado durante processo de impeachment em 1974 pelo envolvimento no escândalo de Watergate, o que provocou revolta nos ouvintes. A emissora ficou com todas as linhas telefônicas congestionadas até que, em determinado momento, foi anunciada a pegadinha do Dia dos Tolos. A Amazon, a maior loja on-line do mundo, também celebra o Dia da Mentira com brincadeiras que, muitas vezes, confundem os usuários. Em 2015, a Amazon reverteu sua página principal para a versão de 1999 - época em que a internet ainda era rudimentar. Até descobrirem a brincadeira, os usuários deveriam passar pela experiência de “túnel do tempo” na navegação do site. Mentiroso moderno Apesar da permissão lúdica no dia 1º de abril, a mentira pode se tornar hábito e degradar relações sociais. Em tempos de ampla difusão de conteúdos na internet, uma mentira pode ser considerada até mesmo fake news – notícias falsas ou com dados manipulados deliberadamente para enganar ou enviesar as conclusões do leitor - e ser punida legalmente. Para o psiquiatra Ilton Castro, existem diferentes níveis de mentira: há aquelas que suavizam realidades e as que são usadas para usufruir benefícios em detrimento de outras pessoas. Há também a condição psicológica conhecida como mitomania, definida pelo uso compulsivo de mentiras. “No jogo social, é normal mentir ou omitir alguma coisa, mas existem casos considerados sérios. A mentira aparece como um hábito. O mitomaníaco mente e acredita no que diz. A fantasia vira realidade e ganha enredos intermináveis. A mentira cresce”, explicou o psiquiatra. O uso exacerbado de mentiras pode indicar transtorno de personalidade e fragilidades psicológicas que necessitam ser trabalhadas, acrescentou. (Fonte: Agência Brasil)

sábado, 19 de fevereiro de 2022

Ônibus voltam a circular em São Luís MA

Após quatro dias de paralisação, os ônibus voltaram a circular em São Luís, após decisão da desembargadora Solange de Castro, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MA) que determinou a prisão de 15 membros da diretoria do Sindicato dos Rodoviários. A desembargadora Solange de Castro considerou “descumprimento flagrante da decisão judicial proferida na data de 16 do mês em curso, que determina ao Sindicato dosTrabalhadores em Transportes Rodoviários, o imediato retorno de 80% da frota do transporte público nesta Capital e Região Metropolitana Rodoviário”. Na tarde deste sábado, após assembleia geral, os rodoviários decidiram voltar ao trabalho e anunciaram a retomada das negociações a partir da próxima segunda-feira (21). Nas redes sociais, o prefeito de São Luís destacou o retorno do transporte público nas ruas de São Lu;is. “Ônibus começam a circular na cidade”, afirmou Braide

sábado, 5 de fevereiro de 2022

Bateria Pra Sistema Solar é Lá Lançado

Foi Lançado bateria para sistemas residenciais Sistema de bateria AXE LV cobre uma ampla faixa de capacidade que varia de 5 kWh a 400 kWh Growatt lança bateria para sistemas residenciais AXE LV destaca-se por ter melhor desempenho de até 5000 ciclos de carga. Foto: divulgação A Growatt adicionou recentemente o sistema de bateria AXE LV em seu portfólio de soluções, expandindo o alcance do mercado para atender à crescente demanda por sistemas residenciais de armazenamento de bateria de lítio fora da rede. “O AXE LV cobre uma ampla faixa de capacidade que varia de 5 kWh a 400 kWh, que atende a necessidades diferenciadas de residências a grandes negócios e cenários industriais”, disse Lisa Zhang, diretora de Marketing da Growatt. Segundo a empresa, a modularidade desta tecnologia facilita a instalação com plugues internos, sem necessidade de conexões de cabos extras, enquanto com todos os cabos externos integrados em um plugue, sua conexão ao inversor é muito mais simplificada. Em suma, enfatizaram que o design reduz a dificuldade e o tempo de instalação. Com relação aos termos de segurança, a empresa ressaltou que o mesmo possui proteções multiníveis do inversor e do BMS (Battery Management System), como monitoramento e balanceamento de segurança de células. “Como uma bateria LFP sem cobalto, o AXE LV destaca-se por sua resistência a altas temperaturas, forte segurança e estabilidade, além de melhor desempenho de até 5000 ciclos de carga”, disse a fabricante em nota. O produto também tem uma vida útil de mais de 10 anos, enquanto as baterias tradicionais de chumbo-ácido podem durar apenas de dois a três anos. Geralmente, possui mais vantagens em termos de custo total ao longo dos anos para os clientes. “O time brasileiro da Growatt já está preparado para suporte técnico, treinamento e todo apoio necessário para as soluções de armazenamento. Trazemos essa vantagem de o cliente adquirir um sistema completo, com inversor e bateria do mesmo fabricante, tornando o pós-venda único e monitoramento integrado no aplicativo Shine Phone”, acresentou Guilherme Peterlini, gerente de serviços da Growatt

terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Não Torne sua Vida Inútil por Causa do COVID 19

Ministra da Saúde de Portugal, Marta Temido em entrevista declarou:
1. Talvez tenhamos que morar com o COVID 19 por meses ou anos. *Não* vamos negar ou entrar em pânico. *Não* vamos tornar nossas vidas inúteis. *Vamos aprender a conviver com esse fato.* 2. Você *não pode destruir* os vírus COVID19 que penetraram nas paredes das células, bebendo galões de água quente - você *só irá* ao banheiro com mais frequência. 3. *Lavar as mãos é o melhor método* para sua proteção. 4. Se você *não tem* um paciente COVID19 em casa, *não há necessidade* de desinfetar as superfícies da sua casa. 5. Cargas embaladas, bombas de gás, carrinhos de compras e caixas eletrônicos não causam infecção. *Lave as mãos,* viva sua vida como sempre. 6. COVID19 *não é uma* infecção alimentar. Está associado a *gotas de infecção* como a gripe. *Não* há risco demonstrado de que o COVID19 seja *transmitido* pelos alimentos. 7. Você *pode* perder o sentido do olfato com muitas alergias e infecções virais. Este é *apenas um sintoma* inespecífico de COVID19. 8. Uma vez em casa, você *não precisa* trocar de roupa com urgência e tomar banho! Pureza é uma virtude, *paranóia não é!* 9. O vírus COVID19 *não está* no ar. Esta é uma infecção respiratória por gotículas que requer *contato próximo.* 10. O ar está limpo, você *pode caminhar* pelos jardins, pelos parques, apenas *evite aglomerações.* 11. É suficiente usar *sabão normal* contra COVID19, não sabão antibacteriano. Este é um *vírus, não uma bactéria*. 12. Você *não precisa* se preocupar com seus pedidos de comida. Mas você pode aquecer tudo no microondas, se desejar. 13. As *chances* de levar o COVID19 *para casa* com os *sapatos* são *como ser atingido* por um raio duas vezes por dia. Trabalho contra vírus há 20 anos - as *infecções* por gota *não* se espalham assim! 14. Você *não pode* ser protegido contra o vírus tomando vinagre, suco de cana e gengibre! Estes *são para imunidade*, não para cura. 15. Usar uma máscara por longos períodos *interfere* nos *níveis de respiração* e oxigênio. Use-a *apenas* na multidão. 16. Usar *luvas* também é uma *má idéia*; o vírus pode se acumular na luva e ser facilmente transmitido se você *tocar em seu rosto.* Melhor *apenas* lavar as mãos regularmente. 17. A *imunidade* é muito enfraquecida ao *permanecer sempre* em um ambiente estéril. Mesmo se você comer alimentos que aumentam a imunidade, *saia regularmente* de sua casa para qualquer parque / praia. A *imunidade é aumentada* pela exposição a patógenos, não por ficar em casa e consumir alimentos fritos / condimentados / açucarados e bebidas gaseificadas, e não praticar atividades física.

domingo, 2 de janeiro de 2022

Novo Valor do Salário Mínimo Entrou em Vigor 2022

Começou a valer, deste sábado (1º), primeiro dia do ano de 2022, o novo valor do salário mínimo de R$ 1.212 por mês A mudança foi oficializada no dia 31, último dia de 2021, por meio de uma medida provisória (MP) assinada pelo presidente Jair Bolsonaro. Com previsão de INPC acima de 10% neste ano, salário mínimo pode ter aumento em 2022. O novo valor considera a correção monetária pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) de janeiro a novembro de 2021 e a projeção de inflação de dezembro de 2021, estimada pela área técnica do Ministério da Economia. No total, o aumento será de 10,18% em relação ao valor anterior, que era de R$ 1.100. Os estados também podem ter salários mínimos locais e pisos salariais por categoria maiores do que o valor fixado pelo governo federal, desde que não sejam inferiores ao valor do piso nacional. O novo mínimo altera o valor de cálculo de benefícios previdenciários, sociais e trabalhistas. No caso das aposentadorias e pensões por morte ou auxílio-doença, os valores deverão ser atualizados com base no novo mínimo. O mesmo vale para o Benefício de Prestação Continuada (BPC), que corresponde a um salário mínimo e é pago a idosos a partir de 65 anos e pessoas com deficiência de baixa renda. Cálculos das contribuições dos trabalhadores ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também serão reajustados. Uma portaria do Ministério da Economia deverá ser publicada, nos próximos dias, com a oficialização dos novos valores. Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 16 de dezembro de 2021

Assembleia Legislativa Aprova reajuste de 9% para Efetivos, Comissionados e Aposentados

A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, na sessão desta quinta-feira (16), o Projeto de Lei de autoria da Mesa Diretora, que concede reajuste salarial de 9% para todos os servidores da Casa. O aumento nos vencimentos passa a valer a partir de fevereiro de 2022. Pelo projeto, serão reajustados em 9% o vencimento-base dos servidores efetivos e estáveis do quadro permanente de pessoal e também, dos cargos comissionados. O aumento se aplica ainda a aposentados e pensionistas e incidirá nos valores da função gratificada, da gratificação pela execução de trabalho técnico legislativo e da gratificação técnica. “Chegamos a esse entendimento para ajudarmos os nossos servidores, que estão sentindo a perda do poder de compra, em razão dos altos índices inflacionários que vêm sendo registrados no país”, pontuou Othelino Neto. O reajuste tem como objetivo amenizar os efeitos das perdas salariais dos últimos anos, além de ser uma forma de reconhecer e valorizar o trabalho dos servidores da Assembleia, destacou o presidente da instituição, deputado Othelino Neto (PCdoB). A matéria passará pela sanção governamental. Esta semana, o presidente Othelino Neto anunciou ainda bônus de R$ 500, em janeiro de 2022, na forma de auxílio-alimentação, para todos os servidores. O pedido veio do Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa do Maranhão (Sindsalem) e foi prontamente acatado pela casa legislativa

terça-feira, 14 de dezembro de 2021

Senador Diz Foguete não dá Ré e segue firme Rumo ao Palácio dos Leões

É nítida a preferência da população maranhense pelo nome do senador Weverton Rocha (PDT) para a sucessão de Flávio Dino ao Palácio dos Leões. As pesquisas mostram em todos os cenários sua liderança, os eventos de diálogos arrastam grande público e o número de adesões ao projeto “Maranhão Mais Feliz” não para de crescer. Na noite desta segunda-feira (13), em festa de confraternização realizada em uma casa de eventos no bairro Araçagi, para lideranças políticas apoiadoras do projeto “Maranhão Mais Feliz”, 72 prefeitos maranhenses compareceram ao evento e ratificaram o apoio. Além desses gestores, deputados estaduais e federais, vice-prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e ex-vereadores prestigiaram festa. Em meio ao grande número de apoiadores, Weverton fez uso da fala, com o intuito de agradecer a presença de todos e pedir união para fazer um Maranhão diferente, sem olhar para trás e muito menos buscar um culpado. O discurso do pré-candidato empolgou as lideranças presentes ao mostrar, que um jovem militante do PDT não tem medo de cara feia e já é acostumado a lutar. G7

quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Invadir Residencial pode Ser Morte Certa e Sem Punição pra Quem Matar

Comissão da Câmara aprova PL que garante legítima defesa a morador que matar por ‘invasão à propriedade’ Com a proposta, o morador terá assegurado que agiu em legitima defesa, evitando o atual transtorno enfrentado por quem legitimamente usa o recurso de proteção dentro de um ambiente domiciliar A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira, 23, o relatório do deputado federal Delegado Éder Mauro (PSD/PA) sobre o Projeto de Lei (7.104) de autoria de Jair Bolsonaro, que considera legítima defesa a agressão praticada pelo cidadão contra quem invadir uma propriedade. A medida isenta o morador de qualquer punição prevista em lei, mas exige que ele comunique imediatamente o fato à autoridade policial

segunda-feira, 1 de novembro de 2021

Fim da Greve dos Rodoviários em São Luís MA

Sem aumento de passagem, greve dos rodoviários chega ao fim na Grande São Luís
Após 12 dias de paralisação, chegou ao fim, na manhã desta segunda-feira (1º), a greve dos rodoviários na Grande São Luís. O anúncio foi feito pelo prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), que comunicou um acordo feito entre a prefeitura, o Sindicato das Empresas de Transporte (SET) e o Sindicato dos Rodoviários. No comunicado, Braide afirma que o acordo não inclui aumento da tarifa de ônibus na capital. Com isso, os trabalhadores voltam ao trabalho ainda nesta segunda, em horário ainda não divulgado pelo Sindicato dos Rodoviários. Em meio ao reflexo da paralisação, o atual prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), anunciou no sábado (30) a troca na pasta da Secretaria de Trânsito e Transportes (SMTT). Diego Baluz assume o cargo de secretário, que antes era de Cláudio Ribeiro, que estava na pasta desde o dia 1º de janeiro de 2021. As condições do acordo entre os órgãos, no entanto, ainda não foram divulgadas. Os rodoviários pediam um reajuste de 13% nos salários, jornada de trabalho de seis horas, tíquete de alimentação no valor de R$ 800, manutenção do plano de saúde e a inclusão de um dependente e a concessão do auxílio-creche, para trabalhadores com filhos pequenos. Com informações do G1MA

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Fazer Pix vai mudar a partir desta sexta-feira dia 29

Fazer um Pix poderá ser mais fácil, pelo menos em aplicativos terceiros, a partir desta sexta-feira (29). Na referida data, o Banco Central coloca em operação a terceira fase do Open Banking, permitindo que os chamados iniciadores de pagamentos possam atuar diretamente com os pagamentos instantâneos. E isso muda a forma como o usuário já está acostumado a utilizar o Pix. Segundo o Banco Central, com a atualização, fazer um Pix para pagamentos de compras ou serviços em aplicativos terceiros terá uma redução de sete para três passos, isso levando-se em conta o mecanismo financeiro tecnológico para efetuação dos pagamentos. >> Saiba como usar a nova modalidade de pagamento do Pix que deve ter início na sexta-feira (29) Para o usuário, na verdade, a principal vantagem é conseguir efetuar os pagamentos sem a necessidade de estar abrindo o aplicativo do banco, o que até então era necessário para conseguir fazer a transferência. A partir desta sexta-feira (29), esses iniciadores de pagamentos poderão oferecer o Pix como opção de pagamento, sendo autorizados a realizar a operação dentro do seu próprio ambiente. Um exemplo claro é um pedido feito no aplicativo de delivery iFood. Hoje, para um pagamento via Pix, o usuário que deseje pagar neste formato recebe a chave Pix, um código ou QR Code e precisa sair do aplicativo do iFood, acessar a conta bancária e realizar a transação com os dados. Com a entrada da terceira fase do Open Banking, no próprio aplicativo de delivery, por exemplo, a transação será feita. Bastando a autorização do usuário, sem precisar sair de um aplicativo para outro. Longe dos olhos do usuário, a autorização do pagamento segue sendo feita pela instituição financeira na qual ele tem conta, o que continua garantindo a segurança da transação. A nova funcionalidade é válida para aplicativos assim como também sites de compras. Quem prefere ainda acessar o ambiente do aplicativo do banco para efetuar o pagamento, também poderá continuar a fazer de tal modo. O iniciador de transação de pagamento (ITP) inicia a transação de pagamento ordenada pelo usuário final, porém não gerencia conta de pagamento, nem detém em momento algum os fundos das transações iniciadas, por isso possibilita que o cliente efetue pagamentos ou transferências presenciais ou na internet, sem a utilização de cartão e sem ter que acessar diretamente o ambiente da instituição onde o cliente tem conta. O WhastApp foi uma das empresas já autorizadas pelo Banco Central a operar como iniciador de pagamento. Até então, o serviço de transferências via WhatsApp precisa do cadastro de um cartão de empresa parceria (atualmente a Visa). Isso poderá mudar, ampliando as possibilidades de uso aos usuários, caso o WhatsApp passe a oferecer a modalidade Pix na plataforma. OPEN BANKING O Open Banking está em vigor desde 1º de fevereiro, a primeira etapa permitiu o compartilhamento de informações sobre produtos, serviços, canais de atendimento e localização de agências. Com base nos dados, os bancos podem fazer comparações por meio de sistemas de interface de programação de aplicações. A segunda fase, que envolve o compartilhamento de cadastros e de transações entre as instituições financeiras, passou a vigorar no dia 13 de agosto. A terceira fase, que envolve o os pagamentos com Pix, deveria ter entrada em vigor no fim de agosto, mas foi adiada para o dia 29 de outubro. A quarta etapa, que prevê a troca de informações sobre serviços de câmbio, de investimentos, de previdência e de seguros está prevista para o mês de dezembro. Para o especialista em regulação da JL Rodrigues & Consultores Associados, José Luiz Rodrigues, este é o momento em que o open banking deixará de atuar apenas com o compartilhamento de informações e impactará nos serviços que chegarão ao consumidor. "É na fase 3 do open banking que começará a integração nas prestações de serviços. Ela ocorrerá de forma gradativa, envolvendo primeiramente o Pix, e integrando posteriormente os pagamentos com TED e transferências entre contas na mesma instituição, boletos, débitos em conta e, por fim, propostas de créditos. Essa fase proporcionará o surgimento de novas soluções e ambientes para a realização de pagamentos e, posteriormente, novas dinâmicas às operações de crédito. É uma fase direcionada para difundir o acesso a serviços financeiros, mas preservando a segurança do Sistema Financeiro Nacional”, diz ele

terça-feira, 12 de outubro de 2021

Benefícios do Gel de Babosa na Bebida ?

veja como tomar Pode tomar o gel de babosa mesmo? Sim, o gel da babosa pode ser ingerido, desde que seja removido o líquido amarelo que sai da folha quando ela é cortada. Esse líquido, chamado de aloína, está presente na babosa da espécie Barbadensis miller, e é uma toxina que pode provocar reação alérgica e irritação intestinal. Mas, se encontrar uma planta da espécie Arborescens miller, não vai precisar se preocupar com o líquido, pois essa espécie não o tem. Em todo caso, certifique-se de observar bem a folha nos primeiros minutos depois de cortá-la para garantir que todo o líquido amarelo seja removido. Não utilize a parte da folha verde no preparo das receitas. Use apenas a parte gelatinosa e transparente. Benefícios gel de babosa na bebida Sabendo do cuidado principal de remover a aloína da sua folha de babosa, é só aproveitar seus benefícios à saúde, que são: Aumento da imunidade; Proteção estomacal (para úlceras e gastrite); Proteção para problemas intestinais; Auxílio no tratamento de dor de garganta; Auxílio no tratamento de hemorroidas; Manutenção do colesterol; Melhora da saúde da pele e do cabelo; Ajuda a manter o organismo hidratado. O gel de babosa é anti-inflamatório, cicatrizante, rico em vitaminas e minerais, atua como antioxidante que protege as células do corpo, tem ação fungicida, bactericida e calmante. É por tudo isso que a babosa também é bastante utilizada em receitas para pele e cabelo. Como usar o gel de babosa nas bebidas? Para adicionar nas suas bebidas favoritas, você pode usar o gel de babosa de duas formas: como gelo para colocar na bebida pronta ou adicionando o gel direto nas receitas. Gelo de babosa Depois de colher a folha de babosa do seu quintal, deixe escorrer todo o líquido amarelo (aloína). Depois, higienize a folha embaixo da torneira, tire a casca verde com cuidado (usando uma faca) e verá que o gel transparente ocupa todo o interior da folha. Deixe o gel de babosa (sem a folha verde) de molho durante 15 minutos em água na temperatura ambiente. Retire os resíduos em água corrente e bata o gel no liquidificador até ficar líquido. Espere a espuma baixar. Coloque o gel batido em forminhas de gelo e leve ao congelador. Uma folha grande rende cerca de 1 forminha de gelo. Toda manhã, ainda em jejum, prepare uma bebida gelada saudável e adicione 2 pedrinhas de gelo de gel de babosa. Suco de babosa A outra forma de tirar proveito do gel de babosa na bebida é preparando um suco natural. O modo de preparo começa do mesmo jeito que se faz o gelo, descrito acima. Mas, na hora de bater o gel no liquidificador, bata junto com água na proporção de 100 gramas de gel para 1 litro de água. Para dar mais sabor e complementar os benefícios nutricionais, pode adicionar 1 colher de sopa de mel e 1 fruta cítrica, como limão, laranja ou tangerina. Bata tudo e beba na hora. Faça apenas a quantidade que for ser consumida na hora. Não guarde para depois. Cuidados e contraindicações Use o gel de babosa na bebida quando sentir a necessidade de tratar algum dos problemas que esse gel pode ajudar. Depois de um tratamento com 3 a 6 meses de duração, pare de usar, pois todo remédio pode virar veneno se for consumido em excesso. Se tiver qualquer predisposição a alergia alimentar, fale com seu médico antes de usar o gel. Mesmo durante o tratamento, não use o gel de babosa em excesso. Na forma de gelo, 2 pedrinhas por dia é o bastante. Na forma de suco, respeite a quantidade recomendada na receita passada acima, e beba só uma vez ao dia. O consumo do gel de babosa é contraindicado para mulheres grávidas, idosos e pessoas que utilizam medicamentos para controlar a pressão arterial e para tratar problemas de coração. Atenção: as dicas desse artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao esperado. Para obter melhores resultados, combine o uso do gel de babosa com um estilo de vida saudável. Leia Mais: Chá de alface: a bebida faz o maior sucesso nas redes sociais!

segunda-feira, 16 de agosto de 2021

Nova Reforma Trabalhista é Aprovada na Câmera Federal

Profissões mais atingidas com alterações da nova reforma trabalhista PONTOS-CHAVE A nova reforma trabalhista irá criar uma modalidade de trabalho sem direito a férias, 13º salário e FGTS; Além disso, cria outra modalidade sem carteira assinada (Requip) e sem direitos trabalhistas e previdenciários; Parlamentares tentaram tirar do texto o Requip, o Priore e a modalidade de trabalho sem direitos trabalhistas, mas não conseguiram; Na última quinta-feira (12), a Câmara dos Deputados aprovou a nova reforma trabalhista, mudando diversas regras para os trabalhadores. Agora, o projeto segue ao Senado Federal e, se aprovado sem alterações, vai à sanção presidencial. Profissões mais atingidas com alterações da nova reforma trabalhista Profissões mais atingidas com alterações da nova reforma trabalhista (Imagem: Reinaldo Canato / Veja) A nova reforma trabalhista irá criar uma modalidade de trabalho sem direito a férias, 13º salário e FGTS. Além disso, cria outra modalidade sem carteira assinada (Requip) e sem direitos trabalhistas e previdenciários. Com isso, o trabalhador só tem direito a uma bolsa e vale-transporte. Veja outas mudanças: Programa de incentivo ao primeiro emprego (Priore) para jovens e de estímulo à contratação de maiores de 55 anos desempregados há mais de 12 meses. Esses receberão um bônus no salário, mas o FGTS será menor; Redução do pagamento de horas extras para algumas categorias profissionais, como bancários, jornalistas e operadores de telemarketing; Aumento do limite da jornada de trabalho de mineiros; Restringe o acesso à Justiça gratuita em geral, não apenas na esfera trabalhista; Proíbe juízes de anular pontos de acordos extrajudiciais firmados entre empresas e empregados; Dificulta a fiscalização trabalhista, inclusive para casos de trabalho análogo ao escravo. Parlamentares tentaram tirar do texto o Requip, o Priore e a modalidade de trabalho sem direitos trabalhistas, mas não conseguiram. O relator da Medida Provisória, deputado Christino Áureo (PP-RJ), apresentou um novo relatório, pouco antes de submeter o texto no plenário, trazendo mais mudanças. A atitude foi criticada por parlamentares por promover mudanças nas leis trabalhistas sem nenhuma discussão. É importante lembrar que parte das medidas incluídas já havia sido propostas pelo governo no início de 2020. As mudanças apresentadas pelo relator têm apoio da base do governo na Câmara dos Deputados. Segundo o parlamentar Coronel Tadeu (PSL-SP), a MP irá contribuir para a preservação de empregos. Programa Nacional de Prestação de Serviço Social Voluntário Esse programa deve permitir a contratação sem salário, férias, 13º salário e FGTS. O único direito a ser recebido será o vale-transporte. O foco serão jovens entre 18 e 29 anos e pessoas com mais de 50 anos. O programa terá a duração de 18 meses às vagas serão ofertadas pelos municípios. A jornada de trabalho deverá ser de até seis horas por dia, por no máximo três vezes na semana. Em troca dos serviços, as prefeituras deverão pagar, no mínimo, R$ 5 por hora. A União poderá ajudar nesse pagamento com até R$ 125 por mês. De acordo com o projeto, as prefeituras não poderão contratar para a realização de atividades de profissões regulamentadas ou de cargos e empregos públicos. Requip Uma das propostas que os parlamentares da oposição tentaram retirar da nova reforma trabalhista foi o Regime Especial de Trabalho Incentivado, Qualificação e Inclusão Produtiva (Requip). Profissões mais atingidas com alterações da nova reforma trabalhista Profissões mais atingidas com alterações da nova reforma trabalhista Esse programa irá contemplar jovens de 18 a 29 anos, desempregados há mais de dois anos, ou pessoas de baixa renda vindas de programas federais de transferência de renda. Os contratados por esse regime não terão nenhum direito trabalhista e previdenciário, recebendo apenas uma bolsa-auxílio de até R$ 550. A crítica sobre o Requip é que este prejudica o programa Jovem Aprendiz. Além disso, desestimula a frequência escolar, já que não é necessário estar matriculado em uma instituição de ensino. Profissões mais prejudicadas pela nova reforma trabalhista Os trabalhadores da iniciativa privada possuem um limite de jornada de trabalho de 8 horas diárias e 44 horas semanais, conforme definido na CLT. Porém, as seguintes profissões possuem regras próprias, com limites inferiores: Advogados; Aeronautas; Aeroviários; Bancários; Dentistas; Engenheiros; Jornalistas; Médicos; Músicos; Operadores de telemarketing; Secretários. Com isso, esses recebem hora extra, com adicional de 50%. Mas com a MP, essas profissões com jornada reduzida deverão aderir à jornada geral da CLT. Diante disso, receberão apenas um adicional de 20% pelas horas extras. O adicional de 50% só acontecerá em caso de hora extra além da jornada geral de trabalho de 8 horas diárias. O texto esclarece que a nova regra só será aplicada em caso de acordo escrito da empresa com o empregado ou com o sindicato. Outro profissional prejudica pela nova reforma trabalhista são os mineiros. Atualmente, a jornada máxima para esses trabalhadores é de 6 horas diárias. Porém, a proposta define uma jornada diária de até 12 horas, limitada a 36 horas semanais

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Ministério do Trabalho, Órgão este Nunca deveria ter sido Extinto tá de Volta, Amém.

REFORMA MINISTERIAL: NOVA PASTA DO EMPREGO TERÁ MAIOR ORÇAMENTO Onyx terá controle de aposentadorias, FAT e FGTS e poderá acomodar aliados. O desmembramento do Ministério da Economia criará uma nova pasta com o maior orçamento da Esplanada dos Ministérios. Sob o comando de Onyx Lorenzoni, atual chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, o futuro Ministério do Emprego e Previdência herdará o controle das aposentadorias e pensões do INSS, a gestão desses dados por meio do Dataprev, os principais fundos dos trabalhadores (FAT, o Fundo de Amparo ao Trabalhador, e FGTS), além da fiscalização trabalhista, entre outras atribuições. Com mais espaço no governo, Onyx poderá acomodar indicações de aliados do governo, especialmente do Centrão. Caberá a Onyx ainda conduzir a política de geração de emprego, crucial para a campanha de reeleição do presidente Jair Bolsonaro em 2022, num momento em que o país acumula quase 15 milhões de desempregados. Enquanto não toma posse, ele já planeja políticas prioritárias para a sua pasta, como a regulamentação do home office, modalidade de trabalho que cresceu com a pandemia de Covid-19. O pagamento das aposentadorias fará o novo ministério ter o maior orçamento da Esplanada, superior a R$ 700 bilhões. O FGTS também tem Orçamento de cerca de R$ 70 bilhões para habitação, principalmente Casa Verde e Amarela e saneamento básico, mas não é contabilizado na pasta, trata-se de orçamento próprio. Também ficarão subordinados ao ministro o departamento de registros de sindicatos, a perícia médica e de órgãos responsáveis pelas normas dos fundos de pensão, como a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc). Todas essas atribuições estão hoje sob o guarda-chuva do ministro da Economia, Paulo Guedes, que irá perder poder sobre áreas ligadas diretamente à economia do dia a dia e da geração de emprego. A própria divulgação de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que registra os números de admissões e demissões de trabalhadores com carteira assinada, passará para a nova pasta. Guedes tem aproveitado as entrevistas de divulgação do Caged para festejar os dados que apontam a recuperação econômica. Até maio, o país gerou 1,2 milhão de vagas com carteira assinada de acordo com o Caged. Os números de junho serão divulgados na próxima semana. O atendimento do INSS para concessão de aposentadorias e outros serviços, além das ações relacionadas às agências do trabalhador — como seguro-desemprego — passarão para a nova pasta. Quem entra, quem sai O ministério será criado como parte da solução encontrada pelo presidente Jair Bolsonaro para acomodar o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), na Casa Civil da Presidência da República. A estratégia foi montada para reduzir o clima de animosidade entre o governo e o Senado. O ministro Luiz Eduardo Ramos sairá da Casa Civil para a Secretaria-Geral da Presidência, até agora ocupada por Lorenzoni. Para não desalojar o aliado, Bolsonaro decidiu recriar o Ministério do Trabalho — que mudará de nome. Onyx, por outro lado, deve ter uma passagem rápida pela pasta por causa dos planos de disputar as eleições em 2022. Segundo um interlocutor, ele deve deixar o comando do novo ministério em abril a fim de participar da corrida eleitoral para o governo do Rio Grande do Sul ou cargo de deputado federal. Caso o plano se concretize, a pasta deverá ter perfil técnico, com a promoção do secretário-executivo ao cargo de ministro. O atual secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco, é cotado para ser o braço direito de Onyx. O nome de Bianco também é defendido por procuradores para assumir a Advocacia-Geral da União (AGU), na vaga de André Mendonça. Bianco é funcionário de carreira do órgão. Onyx já se reuniu com Bianco para entender a estrutura na nova pasta. Segundo relatos, o ministro prometeu manter toda a equipe técnica da Economia, o que amenizou o clima de tensão entre os funcionários. A blindagem da área técnica não incluiria, porém, a Dataprev, que pode ter seu comando trocado, abrindo margem para indicações políticas nos órgãos. Hoje a estatal é comandada por Gustavo Canuto. A equipe de Guedes tem planos de privatizar a Dataprev ou fundir com o Serpro. A tendência, por outro lado, é manter Leonardo Rolim no comando do INSS. O Ministério do Trabalho foi extinto pelo atual governo e as funções da pasta incorporadas ao Ministério da Economia, com Planejamento e Indústria e Comércio Exterior. O Ministério da Previdência já havia sido integrado à Fazenda na gestão do ex-presidente Michel Temer. No comando da pasta do Emprego, Onyx terá entre as prioridades, segundo técnicos, acelerar projetos que tratam das novas formas de trabalho. Um exemplo disso é a prestação de serviços por meio de aplicativos e vinculados a plataformas digitais, como motoristas de aplicativos e entregadores. Motoristas de aplicativo já podem se inscrever no regime dos Microempreendedores Individuais (MEI), que dá acesso aos benefícios previdenciários. O plano é ampliar a cobertura para outras modalidades existentes, sem vínculo formal. Nessa lista podem entrar, por exemplo, entregadores de plataformas digitais. Regulamentação do home office Faz parte do rol de prioridades regulamentar o home office, regime de trabalho que ganhou força com a pandemia do novo coronavírus. A ideia é criar uma norma definitiva para o trabalho à distância, explicou uma fonte. A regulamentação sobre o assunto hoje está restrita ao período da pandemia de Covid-19. Também caberá ao ministro negociar e implementar os programas de geração de empregos incluídos no relatório da medida provisória (MP) que autoriza redução de salário e de jornada e que deve ser votado em agosto. A previsão é que o parecer seja votado em agosto. Mas há resistência por parte das empresas que compõem o Sistema S em reduzir suas receitas para ajudar a financiar o novo programa, conforme propõe o projeto, desenhado pela equipe de Bianco. O texto prevê a qualificação de jovens de até 29 anos, que receberão no total R$ 550 mensais divididos entre governo e empresa na qual executarão atividades práticas. O texto também resgata trechos do chamado Emprego Verde e Amarelo, que reduz direitos trabalhistas como a alíquota do FGTS para fomentar o primeiro emprego de jovens e a empregabilidade de pessoas de mais de 55 anos. Fonte: O Globo, 26 de julho de 2021.

quinta-feira, 15 de julho de 2021

Como Tratar e ou Diminuir a Próstata Aumentada

Para tratar a próstata aumentada, que normalmente é causada pela hiperplasia benigna da próstata, o urologista geralmente indica o uso de medicamentos para relaxar os músculos da próstata e aliviar os sintomas, como dificuldade para urinar ou vontade repentina de urinar, por exemplo. No entanto, nos casos em que a medicação não é capaz de controlar os sintomas, pode ser necessário fazer cirurgia para para remover a próstata e resolver o problema. 1. Remédios O tratamento para a próstata aumentada geralmente é iniciado com o uso de medicamentos que ajudam a aliviar os sintomas e evitar complicações como retenção urinária ou pedras nos rins, por exemplo. Alguns dos remédios mais indicados pelo urologista incluem: Remédios para relaxar os músculos da próstata, como alfa-bloqueadores onde se incluem tansulosina e doxazosina; Remédios para reduzir a ação dos hormônios na próstata, fazendo-a reduzir de volume, como finasterida e dutasterida; Antibióticos para diminuir a inflamação da próstata, caso exista, como ciprofloxacino. Estes medicamentos podem ser utilizados separados ou em combinação, dependendo dos sintomas apresentados e do tamanho da próstata. Nos casos em que o homem também apresenta câncer de próstata, geralmente o médico recomenda fazer cirurgia para retirar a próstata, assim como radioterapia e/ou quimioterapia para eliminar as células malignas do tumor. 2. Tratamento natural Além do tratamento com medicamentos é possível utilizar extratos naturais para ajudar a aliviar mais rapidamente os sintomas. No entanto, este tipo de tratamento não deve substituir o tratamento indicado pelo médico, devendo apenas completá-lo. Algumas das plantas medicinais utilizadas no tratamento natural deste problema incluem: 1. Saw Palmetto Esta planta, de nome científico Serenoa repens, possui excelentes propriedades anti-inflamatórias e diuréticas que ajudam a desinflamar a próstata e facilitam a passagem da urina. Para se obter todo o efeito é recomendado tomar 1 cápsula de Saw Palmetto ao café da manhã e ao jantar. Outra opção é tomar 1 colher de chá de pó de Saw Palmetto misturado num copo de água, 2 vezes por dia. Saiba mais sobre o Saw palmetto. 2. Pygeum africanum Esta substância é retirada do interior da casca da árvore de ameixa africana e é utilizada frequentemente para tratar problema urinários e da próstata, reduzindo a vontade urgente para urinar. A Pygeum africanum pode ser comprada na forma de cápsulas em lojas de produtos naturais e deve ser ingerida em doses entre 25 e 200 mg por dia. 3. Cirurgia A cirurgia para tratar a próstata aumentada está indicada nos casos mais graves, principalmente quando se usa sonda vesical para conseguir urinar, quando é verificada grande quantidade de sangue na urina, quando não houve melhora com o tratamento clínico ou quando a pessoa apresenta pedra na bexiga ou insuficiência renal, por exemplo. As técnicas cirúrgicas mais utilizadas incluem: Prostatectomia/adenomectomia: consiste na remoção da parte interna da próstata através de uma cirurgia abdominal normal; Resseção transuretral da próstata, também conhecida por endoscopia clássica: a remoção da próstata é feita com um aparelho que é introduzido pela uretra; Eletrovaporização da próstata ou GreenLight: é semelhante à resseção transuretral mas utiliza uma reação térmica, tendo uma alta hospitalar mais rápida. Além destas cirurgias, em alguns casos, pode ser feito apenas um pequeno corte na próstata para facilitar a passagem da uretra, sem ser necessário retirar a próstata. Assista o vídeo seguinte e entenda porque é que, em alguns casos, a cirurgia deve ser feita quanto antes: Como aliviar o desconforto da próstata aumentada Para melhorar o desconforto causado pela próstata aumentada, algumas dicas são: Urinar sempre que tiver vontade, evitando segurar a urina; Evitar beber muitos líquidos de uma só vez, ao fim da tarde, antes de dormir ou em locais onde não existe banheiro; Fazer exercício físicos e fisioterapia para fortalecer os músculos pélvicos. Veja como fazer este tipo de exercícios; Urinar de 2 em 2 horas, mesmo sem vontade; Evitar alimentos condimentados e bebidas diuréticas, como café e bebidas alcoólicas, laranja, limão, lima, ananás, azeitonas, chocolate ou frutos secos; Não deixar urina pingando no final da micção, apertando a uretra, para evitar infecções; Evitar medicamentos que provocam retenção da urina, como descongestionante nasal; Além disso, homens com facilidade em desenvolver prisão de ventre devem aumentar a ingestão de água e alimentos laxantes para estimular o funcionamento do intestino, uma vez que a prisão de ventre pode piorar o desconforto da próstata aumentada. Próstata aumentada pode virar câncer? Não, a hiperplasia benigna da próstata é uma doença diferente de adenocarcinoma de próstata, uma vez que na hiperplasia não são identificadas células malignas, diferentemente do câncer de próstata

quarta-feira, 14 de julho de 2021

Aprovado Fim dos Supersalarios

Câmara dos Deputados aprova por unanimidade o fim dos supersalários Relatório do deputado Rubens Bueno prevê crime de improbidade administrativa para quem autorizar pagamento acima do teto constitucional de R$ 39,2 mil mensais. A expectativa é de economia anual aos cofres públicos de R$ 10 bilhões A Câmara dos Deputados aprovou por unanimidade o relatório do deputado Rubens Bueno (Cidadania-PR), ao Projeto de Lei (PL 6.726/16), que acaba com os penduricalhos que aumentam significativamente os subsídios, principalmente de magistrados e procuradores. Segundo Bueno, explicou que a proposta de combate aos chamados supersalários teve como base uma lei do Senado, de 2016. O objetivo é que as determinações sobre o teto constitucional sejam válidas para todas as instâncias de governo (federal, municipal e estadual) e todos os Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário). A proposta, que segue para votação do Senado, detalha todas as parcelas – que já constam no Artigo 37 da Constituição – e que poderão ser pagas. “Nós colocamos travas, porque um Estado paga R$ 1 mil, outro R$ 3 mil, R$ 5 mil de penduricalhos, da forma como deseja. Limitamos essas parcelas indenizatórias para que se evite os abusos que infelizmente vêm acontecendo no país”, explicou. Como cada ente estabelecia as suas normas, segundo Bueno, até o momento, não é possível cravar o valor gasto com essas benesses. “Os dados indicam que pode ser R$ 2 bilhões ou até R$ 10 bilhões, porque não sabemos quantos penduricalhos existem em cada instância de governo”. Crime O deputado Rubens Bueno citou ainda que a maior vitória foi estabelecer, a partir de agora, pena de 2 a 6 anos para o responsável que autorizar qualquer pagamento a servidor ou profissional do serviço público acima de R$ 39.293,32. “Agora, só pode pagar o que está na lei”, comemorou. As regras se aplicam aos agentes públicos de todas as esferas de governo (federal, estadual, distrital e municipal) e a todas as esferas de Poder (Executivo, Legislativo e Judiciário), incluindo-se Ministério Público, Defensoria Pública, contratados temporários, empregados e dirigentes de empresas públicas que recebem recursos dos governos (dependentes) para pagar salários e custeio, militares e policiais militares, aposentados e pensionistas. Pela manhã, em uma entrevista, Bueno citou como exemplo de “absurdos” o caso do Tribunal de Justiça de Goiás. “No mês de junho, 93 juízes receberam mais de R$ 100 mil, 148 receberam mais de R$ 90 mil. Isso é um escândalo em um país que precisa ter noção do que é República e noção do que é o serviço público”, destacou. Muitos parlamentares, inclusive o deputado Tiago Mitraud (Novo-MG), que também é presidente da Frente Parlamentar Mista da Reforma Administrativa, elogiaram a iniciativa. “É uma grande vitória para o Brasil”, disse Mitraud. Já Pompeo de Mattos (PDT-RS), reforçou que, “agora, não será possível mais ver pessoas recebendo mais de R$ 40 mil acima do teto”. Negociações Segundo Rubens Bueno, o projeto de lei (PL 6.726/2016) que barra os supersalários no serviço público vai gerar uma economia que pode variar de R$ 3 bilhões a R$ 10 bilhões por ano. Para o relator, a votação premia todo o trabalho que contou com um debate franco com categorias e também com o envolvimento de vários setores do meio político e da sociedade no combate aos privilégios. O projeto estabelece uma só regra para todos os poderes da República e valerá para União, estados e municípios. Agora a matéria passará pela apreciação final do Senado. “Não é possível mais admitir que, por meio centenas de ‘penduricalhos’ dos mais variados tipos, uma pequena casta chegue a receber salários de mais de R$ 100 mil por mês. Barramos centenas desses auxílios, que agora não podem mais fazer com que os salários ultrapassem o teto. Se não está nessa lista, o auxílio vai passar pelo corte. É bom que fique claro que não estamos estabelecendo o valor que deve ser pago para cada auxílio e sim criando travas que impedem que essas verbas indenizatórias ultrapassem de forma escandalosa e sem critérios o teto constitucional para permitir o pagamento dos chamados supersalários”, explica Rubens Bueno. Fizemos, reforça o relator, exatamente o que determina a Constituição. “E o que ela diz: que uma lei irá estabelecer as verbas indenizatórias que podem ultrapassar o teto. E restringimos a apenas 32 pontos, como auxílio alimentação e 13º salário, que são direitos constitucionais. Fora dessa lista, tudo será alvo do abate teto. E são centenas de rubricas que antes eram consideradas indenizatórias e que agora vão ser alvo do abate teto”, explica Rubens Bueno. “Nesse sentido, por exemplo, o auxílio-alimentação só pode ultrapassar o teto em 3%. Antes, não havia qualquer limite. Alguns recebiam R$ 500 e outros até R$ 4 mil, sendo tudo permitido ultrapassar o teto. Agora, estabelecemos uma uniformidade para isso, com o objetivo de barrar abusos”, reforçou Rubens Bueno. Economia A estimativa mínima de economia anual com a aprovação do substitutivo ao projeto de lei 6.726/2016 é de R$ 3 bilhões, segundo cálculos da Consultoria de Orçamento da Câmara. “No entanto, esse valor pode chegar a até R$ 10 bilhões com a inclusão dos gastos que serão economizados por estados e municípios e com o corte de penduricalhos que variam de mês a mês e não puderam ser contabilizados no cálculo anual”, afirmou Rubens Bueno. Rubens Bueno também vem conversando com diversos senadores para uma aprovação ágil do projeto na Casa para que siga para a sanção presidencial ainda neste ano. “A proposta faz Justiça com o servidor público e combate os abusos contra o erário público. Quem é que admite privilégios? Não é o funcionalismo público. São grupos que atuam no serviço público e que tiram proveitos daquilo que a Constituição deixava como margem porque não havia sido regulamentado até agora por lei”, resumiu o relator, que agradeceu o apoio do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-PI), e do líder do Cidadania, Alex Manente (SP), na articulação com as bancadas partidárias. Medidas – Entre as medidas propostas no projeto estão o corte no auxílio-moradia de autoridades, honorários de sucumbência passíveis do abate teto e desconto de salários extras (jetons) de ministros e servidores que fazem parte de conselhos de empresas públicas. – O projeto também coloca travas no pagamento de verbas indenizatórias, que não são sujeitas ao abate teto. – Com a adoção da lista do que fica fora do teto, mesmo com travas, o projeto estabelece que todas as rubricas não listadas, o que inclui centenas dos chamados “penduricalhos”, serão passíveis de corte a medida que ultrapassarem o teto. – O projeto ainda limita a “venda” do 1/3 a apenas a um período de férias, o que corresponde a 30 dias. A medida atinge em especial magistrados e integrantes do Ministério Público que tem direito a 60 dias de férias e recebiam o adicional de férias nos dois períodos. – Além do projeto, tramita na Câmara, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC 435/2018), também de autoria de Rubens Bueno, que põe o fim as férias de 60 dias para magistrados e integrantes do Ministério Público. O que não é submetido ao teto salarial dos servidores e se tornou alvo de corte no parecer de Bueno: – Honorários de sucumbência, venda de férias acima de 30 dias (Judiciário e MP tem 60 dias de férias e maioria dos membros vende mais de 30), jetons (exemplo: ministros e servidores que recebem para fazer parte de conselhos de estatais dependentes do governo), entre outras rubricas. Como é o teto salarial é hoje A Constituição determina um limite para o pagamento de salários no serviço público. Em âmbito federal esse teto é R$ 39,2 mil. Porém, os critérios de pagamento hoje se encontram dispersos, dando margem a “penduricalhos”. O que muda com o projeto O PL, por meio do substitutivo do deputado Rubens Bueno, preenche essa lacuna e unifica o entendimento do que entra e o que sai do teto do serviço público, baseado no que manda a Constituição: “Art. 37 – § 11. Não serão computadas, para efeito dos limites remuneratórios de que trata o inciso XI do caput deste artigo, as parcelas de caráter indenizatório previstas em lei.” Para cumprir essa finalidade, são identificadas parcelas que, por serem classificadas como indenizatórias, poderão ser pagas sem observância do limite remuneratório. Fora dessa lista, será aplicado o corte. A economia com essa medida ultrapassa R$ 3 bilhões por ano. O que o PL faz – são discriminados os agentes públicos cuja retribuição é alcançada pela futura lei. Entra presidente da República, deputados, senadores, governadores, prefeitos, magistrados e servidores em geral. – promove-se a enumeração de parcelas remuneratórias que não se submetem ao limite constitucional por serem consideradas indenizatórias. – Estabelecidas as parcelas consideradas indenizatórias, são introduzidas travas com o objetivo de evitar medidas oportunistas de burlar o teto. – Determina-se que qualquer parcela remuneratória não contemplada na relação será submetida ao limite constitucional. – O substitutivo também introduz pena de 2 a 6 anos para quem fizer o pagamento de parcela remuneratória em desacordo com o disposto na futura lei.

terça-feira, 13 de julho de 2021

Principais Causas de Cansaço

Principais Causas de Cansaço Persistente (FALTA DE AR). O que é cansaço? O cansaço é um sintoma extremamente comum na prática médica, sendo geralmente descrito pelos pacientes como uma falta de força ou desânimo para fazer tarefas que requeiram esforço, seja físico ou mental. Outros termos também são habitualmente empregados para descrever o cansaço, tais como fadiga, exaustão, letargia, sonolência, fraqueza, astenia, falta de energia, cansaço mental, cansaço psicológico ou falta de ar. Cansaço ou falta de ar? Cansaço e falta de ar são sintomas diferentes. Muitas vezes, ambos podem aparecer juntos, pois algumas doenças podem cursar com os dois sintomas. Mas cansaço e falta de ar são sintomas distintos. A falta de ar, chamada de dispneia na linguagem médica, é uma sensação de dificuldade para respirar; é a impressão de que a quantidade de ar que entra nos pulmões é insuficiente. A dispneia pode manifestar-se também como uma dificuldade para expulsar o ar já respirado. Já o cansaço é a dificuldade de se realizar esforços ou tarefas, mesmo que mínimos, como andar, subir escadas, ou até escovar os dentes ou pentear os cabelos em casos mais graves. É muito comum que pacientes com queixas de cansaço não queixem-se de falta de ar. Por outro lado, é habitual que os pacientes que se queixam de falta de ar também apresentem algum grau de cansaço. Causas O cansaço pontual, causado por um esforço físico moderado a intenso, é perfeitamente normal e esperado. Quanto mais bem preparado fisicamente o indivíduo se encontra, mais resistente ele é ao cansaço. Pessoas sedentárias, principalmente as obesas, podem sentir cansaço muito facilmente, às vezes apenas por fazer uma caminhada mais longa. O sedentarismo e o mau preparo físico são as causas mais comuns de cansaço na população. Quanto menos atividade física um indivíduo faz, mas facilmente surge a sensação de cansaço. Quadros infecciosos, principalmente os virais, também são causas de cansaços de curta duração. Cansaços que duram menos de 48 horas costumam não ter relevância clínica, a não ser que sejam de grande intensidade e sem motivo aparente. O cansaço também é comum nas pessoas que levam uma vida muito corrida, com excesso de trabalho, estresse e pouco tempo de lazer e descanso. Geralmente, estas também são pessoas sedentárias pela falta de tempo para praticar exercícios. Apesar do sedentarismo, o cansaço neste grupo costuma surgir muito mais do estresse, da falta de sono, da má alimentação e, muitas vezes, da depressão ou distúrbios de ansiedade não diagnosticados, do que propriamente pela má forma física. Esse tipo de cansaço é habitualmente descrito como cansaço mental. Entretanto, nem todo cansaço indica apenas um mau condicionamento cardiopulmonar ou excesso de trabalho ou estresse. Existem dezenas de doenças que podem se manifestar como um quadro de cansaço crônico. Vamos falar resumidamente de 10 causas comuns de cansaço de longa duração. Se você quiser mais detalhes sobre cada doença, use os links fornecidos para acessar os textos específicos. Hipotireoidismo Hipotireoidismo é o nome que se dá quando a glândula tireoide produz uma quantidade insuficiente dos seus hormônios, que são os responsáveis pelo controle do metabolismo do corpo, ou seja, pela forma como o organismo armazena e gasta energia. O hipotireoidismo é uma causa comum de cansaço e astenia; costuma estar associados a outros sinais e sintomas, como pele seca, constipação intestinal, intolerância ao frio, dores nas articulações, elevação dos níveis de colesterol sanguíneo, perda de cabelo e ganho de peso. O cansaço do hipotireoidismo é permanente e pode estar presente mesmo em repouso. Existem dois componentes para o cansaço do paciente com hipotireoidismo: o primeiro é a intolerância aos esforços, que faz o paciente ficar cansado mesmo após pequenas atividades; o segundo é um quadro de desânimo, sensação de falta de energia e raciocínio lentificado que ocorre mesmo na ausência de esforço físico. Quando pensar que o cansaço pode estar sendo causado por um quadro de hipotireoidismo? O hipotireoidismo deve ser pensado sempre que o paciente queixar-se de cansaço crônico associado às seguintes situações: Prisão de ventre. Desânimo. Ganho de peso. Intolerância ao frio. Perda de cabelo. História familiar de hipotireoidismo. Insuficiência cardíaca A insuficiência cardíaca é uma doença causada pela incapacidade do coração em bombear o sangue adequadamente pelo corpo. Basicamente, essa doença é provocada por um coração fraco, incapaz de atender às demandas energéticas exigidas pelo corpo. As principais causas de insuficiência cardíaca são o infarto do miocárdio, a hipertensão arterial mal controlada, doenças das válvulas do coração e o alcoolismo. Existem diferentes graus de insuficiência cardíaca. Nos estágios inicias o paciente sente cansaço apenas aos esforços moderados. Conforme a doença progride, o cansaço vai surgindo cada vez com mais facilidade, até que atividades banais, como pentear o cabelo e escovar os dentes tornam-se cansativas. A fraqueza do coração causa retenção de liquido no corpo, levando a edemas (inchaços) nas pernas. Em fases mais avançadas, há também retenção de líquido nos pulmões, o que colabora para o cansaço e para a falta de ar, principalmente quando o paciente deita-se. Quando pensar que o cansaço pode estar sendo causado por um quadro de insuficiência cardíaca? A insuficiência cardíaca deve ser pensada sempre que o paciente queixar-se de cansaço crônico associado às seguintes situações: Inchaço nas pernas. Falta de ar que piora quando o paciente deita-se. Intolerância a esforços moderados ou pequenos, que até há pouco tempo eram bem tolerados. Histórico de hipertensão arterial mal controlada por muitos anos. Histórico de doença isquêmica do coração. Histórico de doença das válvulas cardíacas. Cansaço que se agrava gradativamente ao longo de meses e anos. Alcoolismo. Anemia Anemia é a doença causada pela redução da concentração de hemácias no sangue (glóbulos vermelhos), que são as células responsáveis pelo transporte de oxigênio pelo organismo. A anemia é uma frequente causa de cansaço e, quando em graus avançados, manifesta-se com palidez da pele e aceleração dos batimentos cardíacos em repouso. Existem dezenas de causas para anemia, sendo a mais comum a perda de sangue pelo trato gastrointestinal, o que leva à anemia por carência de ferro. Esta é uma hipótese que deve sempre ser levada em conta em idosos. Quando pensar que o cansaço pode estar sendo causado por um quadro de anemia? A anemia deve ser pensada sempre que o paciente queixar-se de cansaço crônico associado às seguintes situações: Palidez da pele. Perdas recentes de sangue, principalmente de origem gastrointestinal. Pacientes idosos. Intolerância a esforços moderados ou pequenos, que até há pouco tempo eram bem tolerados. Batimentos cardíacos acelerados, mesmo quando em repouso. Insuficiência renal crônica Insuficiência renal crônica é nome dado à perda de função dos rins, que são os órgãos responsáveis, entre outras coisas, pela filtração de toxinas do sangue e pelo controle do volume de água corporal. Várias doenças podem levar à insuficiência renal, sendo as mais comuns: Hipertensão. Diabetes mellitus. Doença policística renal. Doenças glomerulares. Infecções urinárias de repetição. Cálculos renais de repetição. Doenças da próstata. A insuficiência renal costuma ser uma doença silenciosa até fases tardias e pode provocar cansaço por vários motivos. Os mais importantes são anemia, acúmulo de toxinas no organismo, acidez do sangue e desnutrição. Outras causas de cansaço Existem dezenas de outras causas para cansaço prolongado. Para se ter um diagnóstico correto é preciso orientação médica. Apenas como exemplo, podemos citar também as seguintes causas de cansaço prolongado: Varizes e insuficiência venosa dos membros inferiores. Câncer. Fibromialgia. Doenças do fígado. Doenças autoimunes. Tuberculose. Mononucleose. Doenças da glândula supra-renal. Refluxo gastroesofágico.

quinta-feira, 10 de junho de 2021

COVID-19, Tive Reações a Vacina e Isso é Bom ou Ruim?

Reações como dor no braço, dor de cabeça, mal estar e febre são comuns após a aplicação das vacinas contra a Covid-19, seja qual imunizante for. O que nem todo mundo sabe, porém, é que esses sintomas podem indicar que o organismo está atingindo o objetivo principal da vacina: aprender a se proteger. Ao instigar o sistema imunológico a produzir os anticorpos contra o coronavírus, a vacina acaba desencadeando uma inflamação. Esta reação inflamatória, por sua vez, leva ao surgimento dos sintomas, que tendem a desaparecer entre 24 a 48 horas após a aplicação. Mas quem não teve febre ou mal estar não precisa se preocupar. A ausência dos sintomas não indica um fracasso do imunizante, segundo explica Isabella Ballalai, médica pediatra e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações. “A reação inflamatória produzida pela vacina está relacionada à eficácia, mas não significa que na pessoa que não teve nenhuma reação, [a vacina] não funcionou. Mas, quanto maior for a reação inflamatória, maior a chance de efeitos adversos”, detalha. Diferença de idade nas reações Uma situação que tem sido vista na campanha contra a Covid-19, segundo Ballalai, é a diferença de idade nas reações adversas. Na maior parte das vezes, as pessoas idosas têm tido menos reações em comparação aos mais jovens. Isso se explica pelo envelhecimento do sistema imunológico, ou a imunossenescência. Ao envelhecermos, as células de defesa precisam de um tempo a mais para reagirem, e a resposta às vacinas pode ser menor – tanto na questão da eficácia/efetividade quanto nos efeitos adversos. Em um estudo divulgado no fim de maio, pesquisadores brasileiros viram que a efetividade da Coronavac – vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e produzida pelo Instituto Butantan – diminuía conforme a idade do paciente avançava. A partir dos 80 anos, foi calculada em 28%. Isso, no entanto, não é surpresa para os especialistas. “Eles [idosos] respondem pior [às vacinas], e isso é natural para qualquer vacina, não apenas para aquelas contra a Covid-19. Mas os idosos também têm uma reação inflamatória menor e, portanto, menos reações adversas. Isso não é demonstrado, mas é o que a gente entende e temos visto”, destaca Ballalai. E as tromboses? No início de abril, a agência regulatória de medicamentos na Europa confirmou que a vacina desenvolvida pela AstraZeneca/Oxford/Fiocruz estava associada a eventos trombóticos. No entanto, são raros. De acordo com o parlamento do Reino Unido, que vem acompanhando os casos, entre dezembro de 2020 e maio de 2021 foram registrados 260 casos de VITT, ou trombose associada à vacina, entre as 30,8 milhões de doses aplicadas no Reino Unido. Com isso, o risco estimado de VITT foi de 10,9 por 1 milhão de doses aplicadas, e varia de acordo com a idade da pessoa. Acima dos 50 anos, o risco é de um caso para cada 100 mil pessoas vacinadas. Entre os 18 e 49 anos, um caso para cada 50 mil vacinados. Pesquisadores da província de Ontario, no Canadá, também estimaram o efeito adverso em diferentes países que aplicaram o imunizante. Eles calculam que o risco varia entre 1 caso para cada 26,5 mil vacinados a 1 caso para cada 127,3 mil vacinados. De acordo com Ballalai, é preciso destacar que a trombose relacionada à vacina, além de rara, é diferente daquela já conhecida. “A trombose da vacina é uma reação autoimune. O organismo que produz anticorpos contra as nossas plaquetas”, explica a especialista. As tromboses mais conhecidas, que podem surgir após procedimentos cirúrgicos ou em aviões, por exemplo, estão associadas a problemas de coagulação. “A pessoa que teve uma trombose um dia não está em um grupo de risco para um evento adverso trombótico da vacina. O diagnóstico é diferente”, esclarece a especialista. A trombose associada à vacina pode aparecer entre quatro a 28 dias após a aplicação, e os sinais de alerta são: Dor de cabeça persistente; Pressão/peso na perna; Dor abdominal persistente; Falta de ar; Manchas pequenas de sangue sob a pele; Dor ou inchaço nas pernas; Dor no peito; Visão turva. Como cuidar dos sintomas? No fim de maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fez um alerta sobre os riscos no uso indiscriminado do paracetamol – medicamento usado para controle dos sintomas após a vacinação. Segundo a agência, o uso da substância sem orientação poderia levar a “eventos adversos graves, incluindo hepatite medicamentosa e morte”. Para Ballalai, como a maioria dos sintomas tende a desaparecer após dois dias, não se espera que a população faça um uso exagerado da medicação. As doses máximas de paracetamol, de acordo com a idade, descritas pela Anvisa são: Adultos e crianças acima de 12 anos: dose máxima de 4 gramas em um dia;  Crianças entre 2 e 11 anos: não devem ser utilizados mais de 50-75 mg/kg em um dia (24 horas); Crianças abaixo de 11 kg ou 2 anos: consulte o médico antes de usar. A especialista lembra que, caso seja necessário, as pessoas podem adquirir remédios analgésicos, contra a dor, ou antitérmicos, contra a febre, mas não os anti-inflamatórios. “A reação da vacina implica em uma inflamação, e atrapalhar essa resposta do organismo não é uma boa ideia. Não é que a pessoa não possa tomar, depende da situação, mas em geral é melhor evitar”, explica. Reações diferentes Vacinas podem apresentar reações diferentes, de acordo com o tipo de plataforma adotada. No Brasil, por exemplo, estão sendo aplicadas três tipos de vacinas anticovídicas até o início de junho e cada uma instiga o sistema imunológico de uma forma. O imunizante Coronavac usa o coronavírus na forma inativada, ou “morta”, incapaz de gerar a doença. Já a vacina da Pfizer/BioNTech usa uma tecnologia mais moderna, do RNA mensageiro. Com esta estratégia, apenas um filamento de informação genética do coronavírus é entregue ao sistema imunológico, envolvido em uma cápsula de gordura. No caso da vacina da AstraZeneca/Universidade de Oxford/Fiocruz, a plataforma escolhida foi o vetor viral. Informações genéticas do coronavírus são entregues ao organismo via outro vírus. Os pesquisadores optaram pelo adenovírus, agente causador do resfriado comum em chimpanzés. “Normalmente temos vacinas basicamente iguais, contra a mesma doença, mas de diferentes marcas. Desta vez são vacinas diferentes, com eventos adversos diferentes. Mas o que há de comum: são eventos diferentes relacionados à inflamação. Desde uma inflamação simples, que é o que acontece com a maioria, com mal estar e dor no local da aplicação, e até eventos adversos mais graves”, explica Ballalai.

segunda-feira, 7 de junho de 2021

IPVA, Um Imposto Que Tem Que Acabar!

"A extinção do IPVA representaria um estímulo às vendas, especialmente dos veículos usados, aliviaria o bolso da classe média, reduziria a burocracia e permitiria que pessoas de menor poder aquisitivo tivessem acesso a carros melhores." Ainda não se levou a sério a mais importante reforma de que nosso país necessita: a tributária. O Senado e a Câmara já adiantaram um pouco a discussão da reforma administrativa e, no momento, as questões relacionadas aos problemas da pandemia da Covid-19 ocupam todo o tempo dos legisladores em debates que não chegam a lugar algum. A inflação começa a colocar em risco a economia nacional, onde não faltam problemas, começando pelo aumento do custo de vida. O número de desempregados gera uma multidão de necessitados que sobrevivem na dependência da caridade alheia, ao mesmo tempo em que se encontram pelas ruas como sem teto. Nesse quadro pode parecer estranho pleitear eliminar o IPVA. Mas hoje o uso de automóvel é para muitas pessoas um meio de sobrevivência. Veja-se que tal uso gera diversos serviços e insumos que são tributados e implicam em trabalho para outras pessoas, tais como postos de combustíveis, estacionamentos, oficinas mecânicas etc. Há que considerar, além de tudo, que nossa carga tributária é hoje estimada em cerca de 40% do PIB. Tal índice pode explicar a dificuldade de boa parte da sociedade brasileira e servir de estímulo à sonegação. Claro está que qualquer coisa que se pretenda denominar de reforma tributária deve ater-se ao que o país precisa para progredir: redução da carga tributária, simplificação da burocracia fiscal, eliminação das incidências cumulativas e diminuição dos encargos sociais e trabalhistas. Certamente a primeira medida a ser adotada numa reforma de verdade é a correção automática de todos os valores de tributos cujos valores sejam fixados em moeda corrente. Esse sistema implicaria num imposto de renda na fonte conforme o fixado na Lei 4.862 que regulou a tributação do IRPF na fonte pelos termos do Decreto-Lei 62/66. Nesse diploma legal, as alíquotas variavam progressivamente sobre a renda líquida, iniciando em 3% e subindo até 50%, abatendo-se em cada degrau o anteriormente pago. O imposto progressivo é mais justo, pois quem ganha mais paga mais. A tabela hoje vigente atinge o trabalhador cuja renda não lhe permite o atendimento adequado dos seus direitos básicos de cidadão, previstos no caput do artigo 6º da Constituição: "Artigo 6º — São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição." Examinando-se atentamente esse rol de direitos verificamos que nossos governantes não cumprem seus deveres em relação aos mesmos. No quesito educação, por exemplo, os meios e recursos necessários na maioria das vezes são negados. Exemplo: inexistência de internet à disposição dos alunos de escolas públicas. Quando se trata de saúde, verificamos a falta de leitos hospitalares, a ausência de vacinas no caso da pandemia. A alimentação falta aos carentes, que ficam na dependência da caridade. O trabalho, embora seja um direito, não tem recebido dos governos os mecanismos suficientes para sua adequada oferta. A moradia, outro direito, não tem merecido as ações adequadas do poder público, que se omite nos respectivos programas, atrasando-os sempre. A questão do transporte chega a ser ridícula. Um metrô cujas obras nunca terminam, um rodoanel que demora mais que a construção das pirâmides do Egito e tantas outras falhas e omissões nos três níveis de governo: federal, estadual e municipal. Se o cidadão deseja lazer, talvez se divirta na praia. Quanto à segurança, que tome cuidado com os abusos dos agentes do poder e os riscos das ruas. Previdência social o cidadão pode ter, se conseguir emprego e pagar as parcelas. Finalmente, proteção à maternidade e à infância e assistência aos desamparados parecem apenas palavras bonitas para completar o texto constitucional. O IPVA deve ser extinto também por ignorar que a cobrança de imposto é o da capacidade contributiva, explícito no artigo 145, §1º, da Constituição: "§1º - Sempre que possível, os impostos terão caráter pessoal e serão graduados segundo a capacidade econômica do contribuinte, facultado à administração tributária, especialmente para conferir efetividade a esses objetivos, identificar, respeitados os direitos individuais e nos termos da lei o patrimônio, os rendimentos e as atividades econômicas do contribuinte." O IPVA , por incidir de forma cumulativa com outros impostos incidentes sobre os automóveis (ICMS, IPI , PIS/Cofins) ultrapassa esse princípio. Já é hora de termos um sistema tributário racional. Para que tenhamos um sistema justo é imprescindível a atuação do Congresso Nacional, dando andamento à esperada reforma tributária. Sem isso, jamais teremos uma verdadeira Justiça Tributária!

INSS, Posso Pagar as Contribuições Atrasadas?

Muitas vezes alguns cidadãos acabam atrasando os pagamentos de suas contribuições junto ao INSS, são vários os motivos que podem acarretar a essa situação. Pensando no momento de crise que estamos vivendo, elaboramos esse artigo para te explicar se é possível pagar as contribuições em atraso, confira. Quem são os segurados do INSS? Primeiramente, existem dois grupos de segurados, sendo eles, aqueles sendo segurados obrigatórios e os segurados facultativos. O próprio nome já diz, “Obrigatório” esta categoria de segurado é o cidadão que realiza atividades laborais sob o regime da CLT, logo é descontado do salário uma porcentagem, já os segurados facultativos são aqueles que desejam realizar contribuições junto ao INSS para garantir o direito a alguns benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social. Os segurados obrigatórios são: Empregado; Trabalhador Avulso; Empregado Doméstico; Contribuinte individual. Os segurados especiais: Nesta categoria, enquadra-se a pessoa física que, individualmente ou em regime de economia familiar, ainda que com o auxílio eventual de terceiros, desenvolvam atividades como: Produtor rural; Pescador artesanal ou a esse assemelhado; Cônjuge ou companheiro, bem como filho maior de 16 anos ou a esse equiparado do segurado de que tratam os itens acima e que, comprovadamente, tenham participação ativa nas atividades rurais do grupo familiar; O índio reconhecido pela Fundação Nacional do índio (FUNAI); O artesão que utilize matéria-prima proveniente de extrativismo vegetal. Ressaltando que ao Segurado Especial, a legislação garante a possibilidade de contribuir facultativamente caso seja do seu interesse. Segurados Facultativos Todas as pessoas com mais de 16 anos, que não possuem renda própria, mas decidem contribuir para a Previdência Social. Podemos citar como exemplo donas de casa, síndicos de condomínio não-remunerados, desempregados, presidiários não-remunerados e estudantes bolsistas. Quem pode realizar contribuições em atraso? Agora que você conhece as categorias de segurados do INSS, é necessário te explicar que os empregados, trabalhadores avulsos e empregados domésticos têm suas contribuições recolhidas pela empregadora, isso quer dizer ser responsabilidade do mesmo realizar as contribuições de seus colaboradores. Nesses casos, quando é identificada a falta da contribuição, esse recolhimento passa a ser presumido, quem faz as cobranças é o próprio Instituto Nacional do Seguro Social, ou seja, isso ocorre para não atrapalhar ou prejudicar os trabalhadores. Já para os que se enquadram como microempreendedores individuais, ou autônomos, ou facultativos, por exemplo, essa situação não acontece, pois, é responsabilidade dos mesmos realizar o recolhimento de suas contribuições. Nesta situação, os segurados facultativos, os contribuintes individuais e os Microempreendedores Individuais (MEIs) estão autorizados a contribuir em atraso junto ao INSS. Tendo em vista que estes grupos fazem o recolhimento mensal através de uma Guia de Recolhimento, eles podem contar com esta alternativa, porém, com as seguintes ressalvas: Segurados facultativos podem pagar até 6 meses de contribuições atrasadas; Contribuintes individuais e MEIs podem pagar até 5 anos de contribuições atrasadas, sem ter que comprovar atividade; Pode ser possível pagar mais que 5 anos de recolhimentos atrasados, mas nesse caso é necessário comprovar atividade

sábado, 8 de maio de 2021

Governo Anuncia Medidas Preventivas para Maio

Novas medidas anunciadas pelo governador Flávio Dino *ESTADO* - Eventos com até 50 pessoas a partir de 10 de maio - Música ao vivo a partir de 15 de maio - Eventos com até 100 pessoas a partir de 17 de maio *REGIME ATUAL PRORROGADO ATÉ 24/05* *ESTADO* - Administração pública estadual: 50% da capacidade e revezamento *ILHA DE SÃO LUÍS* - Comércio e indústria entre 9h e 21h - Bar e restaurante: até 23h - Supermercados: das 6h à 0h - Supermercados, academias, salões, igrejas, bares e restaurantes: 50% de capacidade - Grupo de risco afastado no setor público e privado *VACINAÇÃO* *Vacinação para grávidas com comorbidades e puérperas (até 40 dias após o parto) com vacina Pfizer:* Local: Iema Cintra, em São Luís. Horário: sábado, dia 8, das 8h às 16h; e domingo, dia 9, das 8h às 12h. - Novos grupos prioritários (de acordo com PNI): * Pessoas com síndrome de down (a partir de 18 anos) * Pessoas com deficiência permanente cadastradas no BPC, de 55 a 59 anos * Pacientes renais crônicos * Pessoas com comorbidades, de 50 a 59 anos *ATUALIZAÇÃO SOBRE SPUTNIK V:* - Parecer técnico positivo do professor Dr. Amilcar Tanuri, da UFRJ - Entrega de petição ao STF para obrigar Anvisa a avaliar novo pedido de liberação da vacina Sputnik V *APOIO À POPULAÇÃO* - Isenção do ICMS em operações com vacinas e insumos destinados à produção de vacinas - Isenção de ICMS para elmos e produção de oxigênio medicinal - Desoneração de ICMS nas compras públicas de kits de testes e respiradores Para mais informações, acesse as redes sociais oficiais do Governo do Maranhão. Twitter: @governoma Instagram: @governoma Facebook: @governomaranhao Youtube: @governoma

sexta-feira, 23 de abril de 2021

Medidas anti Covid19 no Estado Vão até 02.05.2021

*Medidas anunciadas pelo governador Flávio Dino *Regime atual prorrogado até 02/05* Estado - Eventos continuam suspensos - Administração pública estadual: 50% da capacidade e revezamento - Igrejas: 50% de capacidade Ilha de São Luís - Comércio e indústria entre 9h e 21h - Bar e restaurante: até 22h - Supermercados: das 6h à 0h - Supermercados, academias e salões 50% de capacidade - Grupo de risco afastado no setor público e privado *Vacinação* - Maranhão atinge marca de *1 milhão de doses de vacinas aplicadas* - A partir da próxima semana: novas doses para municípios que aplicaram 75% das doses - Na semana seguinte: novas doses para municípios que aplicaram 80% das doses *Apoio à população* - Jantar a R$ 1 nos Restaurantes Populares - Entrega de 1 milhão de máscaras - Cestas básicas: mais 174 mil para distribuição - Sorteio Minha Casa Melhor: 1.100 beneficiados no próximo sábado (24) *Mais prazo para pagar ICMS* Empresas do Simples Nacional Prorrogação do prazo: - Apuração Março/2021: vencimentos em 20/07 e 20/08 - Apuração Abril/2021: vencimentos 20/09 e 20/10 - Apuração Maio/2021: vencimentos em 20/11 e 20/10 Diferença de alíquota nas operações interestaduais: - Apuração Março/2021: vencimento em 20/08 - Apuração Abril/2021: vencimento em 20/10 - Apuração Maio/2021: vencimento em 20/12 Para mais informações, acesse as redes sociais oficiais do Governo do Maranhão. Twitter: @governoma Instagram: @governoma Facebook: @governomaranhao Youtube: @governoma

terça-feira, 20 de abril de 2021

Como Aliviar Dor de Cabeça sem o Uso de Remedios

5 pontos do corpo para pressionar durante uma crise de enxaqueca e ter alívio Quem sofre constantemente de enxaqueca e não consegue ter alívio dos incômodos com remédios tradicionais podem apostar em métodos menos tradicionais, mas possivelmente bastante eficientes para combater as dores através da acupressão. A acupressão consiste na pressão sobre pontos específicos do corpo para tratamentos terapêuticos, semelhante à acupuntura. A técnica, criada na China, não substitui consultas médicas e não oferece curas, mas tem função analgésica e pode fornecer alívio momentâneo de forma natural. Como aliviar enxaqueca sem remédios Para praticar a acupressão em casa, basta pressionar e massagear os pontos determinados por um período entre 5 e 10 minutos, até obter alívio dos incômodos. Conheça as partes do corpo que devem ser pressionadas se você sofre de enxaqueca: 1. Pressione o ponto que fica no centro do rosto, especificamente entre as sobrancelhas, no encontro entre o início da testa e o fim do nariz. 2. Outros dois pontos que, quando pressionados, aliviam a enxaqueca, estão localizados na parte interna das sobrancelhas, próximas ao fim do nariz. 3. Pressione ainda a região da parte de trás da cabeça, onde começa a coluna vertebral, de ambos os lados. 4. Vale ainda pressionar e massagear a região acima das orelhas, nos dois pontos das têmporas, onde inicia o cabelo. 5. Na parte de fora das mãos, entre os dedos indicador e polegar, fica outro ponto que, se pressionado, alivia dores de cabeça e reduz a tensão muscular. (Fonte: Vix)

quarta-feira, 31 de março de 2021

Morre Um dos Mais Atuantes Vereadores de São Luís

BATISTA MATOS – PATRIOTA Biografia Natural de São Luís (MA), João Batista Matos Viana Pereira, mais conhecido como Batista Matos, tem 45 anos, é casado e atua como jornalista e redator. Formado em Rádio e TV pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), atuou nos jornais O Estado do Maranhão, O Imparcial e nas rádios Mirante AM e FM Esperança. Trajetória Política Militante nos movimentos comunitários e religiosos ligados a defesa da criança, Batista Matos foi vice-presidente do Conselho Municipal da Criança e Adolescente (CMDCA) e tem atuação na região da Madre Deus, em São Luís. Desde quando se candidatou a primeira vez para disputar um cargo político, em 2004, Batista Matos já integrou cinco partidos diferentes, somadas as seis disputas. Em 2004, foi candidato a vereador pelo Partido Liberal (PL). Já em 2008, concorreu pelo Partido Popular Socialista (PPS), ficando como suplente. Assim como em 2008, Batista Matos foi suplente outras três vezes: em 2012, disputando novamente pelo PPS; em 2016, ao concorrer pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB); e em 2018, ao concorrer a deputado federal pelo Partido Trabalhista Cristão (PTC). Em 2020, disputou as eleições de São Luís para vereador pelo Patriota. Em sua campanha, destacou a criação da Feira Afro Ludovicense e abordou sobre o estímulo ao empreendedorismo na cultura e na educação. Batista Matos foi, também, secretário de comunicação da Prefeitura de São Luís, no primeiro mandato do atual prefeito Edivaldo Holanda (PDT) e secretário adjunto de esporte, na gestão do ex-prefeito João Castelo (PSDB). Eleições 2020 Batista Matos integra a lista de 14 nomes da renovação de 46% na Câmara de Vereadores de São Luís. Eleito pela primeira vez em 2020, recebeu 2.506 votos. Segundo dados oficiais do TSE, declarou R$ 90.000,00 em bens (um veículo). O valor arrecadado para a campanha foi de R$ 61.400,00 – deste valor, 78.50% foi doado pela direção nacional do Patriota. Do total, foram gastos R$ 39.113,15. Filiado ao Patriota, Batista Matos declarou apoio ao candidato Duarte Júnior (Republicanos) nas eleições 2020 em São Luís. Batista Matos foi a óbito hoje (31/03), em decorrência de complicações com o Covid 19, fica aqui as nossas condolências aos familiares e amigos

sexta-feira, 12 de março de 2021

Informe de Utilidade Pública: Dino fecha bares e restaurantes de SLZ por uma semana

O governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou há pouco, em pronunciamento transmitido via internet, que vai suspender as atividades de bares e restaurantes por uma semana. A medida vale para estabelecimentos localizados na Ilha de São Luís, e passará a fazer efeito entre segunda-feira, 15, e o próximo domingo, dia 21 de março. O decreto com restrições às demais atividades comerciais, que vigoraria até o dia 14 deste mês, foi prorrogado por mais uma semana. Igrejas e templos religiosos também terão limitações na Região Metropolitana de São Luís: deverão funcionar com, no máximo, 30% da sua capacidade

quinta-feira, 11 de março de 2021

Alerta - São Luís é uma das capitais com mais de 90% dos leitos de UTI para covid-19 ocupados

São Luís é uma das capitais com mais de 90% dos leitos de UTI para covid-19 ocupados por Aquiles Emir -9 de março de Segundo Fiocruz, 25 capitais estão em zona de alerta crítico A ocupação de unidades de terapia intensiva (UTIs) para covid-19 no Sistema Único de Saúde (SUS) está em “situação extremamente crítica”, com 15 capitais superando os 90%, aponta a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Pesquisadores do Observatório Fiocruz Covid-19 publicaram nesta terça-feira (09) uma edição extraordinária do boletim que acompanha a evolução da pandemia no país para alertar sobre o agravamento, que vem causando recordes de mortes desde fevereiro. Ontem, pela primeira vez, a média diária de mortes em sete dias ultrapassou 1,5 mil casos. O boletim aponta que 25 das 27 capitais brasileiras estão com a taxa de ocupação no patamar considerado zona de alerta crítico, com mais de 80% dos leitos ocupados. Na maior parte dessas cidades, a ocupação passou dos 90%. Belém e Maceió, apesar de estarem na zona de alerta intermediário, apresentam ocupação de UTIs acima de 70%. Saiba como estava os níveis de ocupação nas capitais: Porto Velho (100%) Rio Branco (99%) Manaus (87%) Boa Vista (80%) Macapá (90%) Palmas (95%) São Luís (94%) Teresina (98%) Fortaleza (96%) Natal (96%) João Pessoa (87%) Recife (85%) Aracajú (86%) Salvador (85%) Belo Horizonte (85%) Vitória (80%) Rio de Janeiro (93%) São Paulo (82%) Curitiba (96%), Florianópolis (97%) Porto Alegre (102%) Campo Grande (106%) Cuiabá (96%) Goiânia (98%) Brasília (97%). Quando a análise se concentra nas unidades federativas, 20 estão com a ocupação de UTIs acima de 80%, sendo 13 delas com mais de 90% das vagas preenchidas por pacientes graves de covid-19. A ocupação é maior em Rondônia, Acre, Tocantins, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal. Os pesquisadores avaliam que o quadro atual aponta para a sobrecarga e o colapso de sistemas de saúde e reforçam que é necessário ampliar e fortalecer as medidas de prevenção à transmissão da doença, com distanciamento físico e social, uso de máscaras e higienização de mãos. “Nos municípios e estados que já se encontram próximos ou em situação de colapso, a análise destaca a necessidade de adoção de medidas de supressão mais rigorosas de restrição da circulação e das atividades não essenciais. Além disso, é necessário o reforço da atenção primária e das ações de vigilância, que incluem a testagem oportuna de casos suspeitos e seus contatos”, afirma a Fiocruz. (Agência Brasil)

sábado, 6 de março de 2021

Rotas do Rapidão São Luís

Rotas do Rapidão São Luís Linha Terminal Cohama/Terminal Praia Grande Ida: Daniel de La Touche, Avenida dos Holandeses, Avenida Castelo Branco-Terminal Praia Grande. Volta: Rua das Cajazeiras, Camboa, Ponte Bandeira Tribuzzi, Avenida Carlos Cunha, Avenida dos Holandeses, Avenida Daniel de La Touche. Linha Terminal São Cristóvão/Terminal Praia Grande Ida: Avenida Jerônimo de Albuquerque, Terminal da Cohab, Avenida Jerônimo de Albuquerque, Terminal da Cohama, Avenida Jerônimo de Albuquerque, Avenida Colares Moreira, Avenida Castelo Branco, Terminal da Praia Grande. Volta: Avenida dos Franceses, Rodoviária, Avenida Guajajaras, Terminal do São Cristóvão. Linha Terminal Distrito Industrial/Terminal Praia Grande Ida: BR 135, Avenida dos Franceses, Monte Castelo, Praça Deodoro, Terminal Praia Grande. Volta: Avenida dos Africanos, Franceses, BR 135, Terminal do Distrito.